quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

CANA DO BREJO


CANA DO BREJO

Costus spiralis

Descrição :  Planta da família das Zingiberaceae.  Também conhecida como canarana-do-brejo, cana-do-brejo, caatinga, cana-branca, jacuanga, pacová, jacuanga, cana-do-mato, jacuacanga, paco-caatinga, periná, ubacaia, ubacayá. É uma erva que cresce nos brejos, de flores rosas manchadas de branco. Planta herbácea de haste ereta, dura, até 2 metros de altura. Folhas alternas, oblongas, invaginantes, verde-escuras,com bainha pilosa e avermelhada na margem. Flores roseas com bordas brancas, tubulares, por dentro amarelas bracteas cor de carmim.
Parte utilizada: colmo e folhas.
Habitat: É nativa do Brasil, aparece em brejos.
Historia: É usado pelos caboclos, especialmente em em plastros para dores, edemas, contusões. Faz parte da farmacopéia homeopática.
Partes utilizadas : rizomas, hastes e folhas frescas.
Princípios Ativos: ácido oxálico, inulina, taninos, matérias pécticas.

Propriedades medicinais: antiinflamatória dos rins e bexiga, antilítica, antilítica, antidiabética, anti-reumática, aperitiva, calmante das excitações nervosas e do coração, depurativa, diurética, diaforética, emenagoga, estomáquica, febrífuga, resolvente de tumores, sudorífera, tônica.

Indicações: afecções renais, albuminúria, arteriosclerose, catarro, pedras na bexiga e afecção da bexiga; cistite com dores e dificuldade de urinar, diabete, disúria, falta de regras, febre, gonorréia, hidropisia, inflamação dos rins, insuficiência cardíaca, leucorréia, micção sanguinolenta, picada de inseto, reumatismo, rins, sífilis, uretra.


Contra-indicações/cuidados: Evitar o uso prolongado, pois pode resultar no surgimento de urólitos (por ser rica em oxalato de cálcio)Evitar seu uso em pacientes com calculos renais de oxalato decalcio.

Modo de usar:
- hastes: leucorréia, afecções renais;
- sumo fresco do colmo: disúria, hidropisia, aterosclerose, albuminúria, insuficiência cardíaca, dores nefríticas, sífilis e gonorréia, picada de insetos e catarro;
-cataplasma s das folhas frescas e contusas: tumores;
- suco do caule: arterioesclerose, lavar feridas, excitações nervosas e do coração.

FONTE:http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/cana-do-brejo.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário